GESTÃO DE INDICADORES DE NEGÓCIO


Olá! Hoje vamos falar sobre “gestão de indicadores de negócio”, também conhecida no mundo corporativo por siglas assustadoras como KPI’s ou MIS Key Performance Indicator e Management Information System, respectivamente. Fiquemos no básico.

A gestão de indicadores é a base para o alcance de resultados. Isso vale para qualquer tipo de resultado. Desde o mais simples e pessoal até os mais complexos e coletivos. Este último, além de ajudar no direcionamento de esforços para busca de resultados, tem papel fundamental no alinhamento e na transparência entre os membros da equipe e com o mercado.

É muito comum que pequenas e médias empresas sejam carentes nesta dimensão, uma vez que gestão de indicadores está mais no âmbito do gestor do que do empreendedor. A definição de um painel de indicadores de negócio simples e eficaz costuma ser o ponto de partida para que as empresas mudem de fase e somem à sua capacidade empreendedora, a competência de gestão empresarial.

Também é comum nos depararmos com empresas com modelos descontinuados, que são justificados pela percepção de uma relação negativa entre investimento e benefício, em momentos onde a cultura organizacional ainda não está preparada.

Em nossa visão, dois fatores configuram-se como condição para a pequena e média empresa implantar um sistema de gestão de indicadores - a profissionalização dos gestores e a maturidade dos processos. Sem isso, fica difícil conseguir um equilíbrio positivo na relação investimento x benefício.

Gestores profissionais costumam fazer bom uso das informações com objetivos de melhoria contínua de performance, seja de pessoas ou de processos. Por outro lado, a maturidade dos processos garante maior facilidade na definição de indicadores e na coleta de informações, além de garantir possível relação destes indicadores, como insumos, para programas de remuneração e reconhecimento.

Um bom sistema de gestão de indicadores deve considerar como princípios (a) o foco no resultado do negócio – priorizando os indicadores-chave para os objetivos estabelecidos no ciclo estratégico; (b) qualidade das informações – garantindo assertividade de métricas e informações utilizadas; (c) o desdobramento entre todos os níveis da empresa – buscando o alinhamento e convergência de esforços e recursos entre pessoas e áreas; e (d) gestão de responsabilidades – prevendo programas de reconhecimento e correção de performance.

Existe uma frase que não é nossa, mas de um grande gestor, profundo apreciador de indicadores de negócio, que consegue transmitir os princípios supracitados - “Informação gera ação e ação alinhada gera resultado”. Simples assim, pelo menos na teoria. Na prática o desafio é garantir que esse modelo seja integrado à gestão do negócio e assuma papel relevante como base para decisões de negócio, no dia a dia.

A relevância deste pilar no modelo de governança das empresas é inquestionável. O Painel de Indicadores de Negócio (PIN) é a base de sustentação para a formação do comitê de gestão, formado por membros da empresa para decisões do negócio, que evoluem de forma progressiva para conselhos consultivos, com a entrada de conselheiros externos. Esse movimento é básico em projetos de profissionalização de gestão.

Esperamos que esse artigo inicial sobre gestão de indicadores de negócio possa contribuir com empresas que objetivam mudar de fase. E vale lembrar que tudo começa pelo PIN.

Até a próxima!

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Se interessou pelas nossas soluções?

A Triever terá o maior prazer em atendê-lo

  

triever@triever.com.br

Tel: (21) 3512-5010

  • White LinkedIn Icon
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon

Av. José Silva de Azevedo Neto, 200 Bloco 7, Salas 416 e 417, CEP: 22775-056 - Barra da Tijuca RJ

CNPJ 24.534.328/0001­-56

© Copyright 2016 TRIEVER - All Rights Reserved